segunda-feira, 4 de outubro de 2010

...

7 comentários:

Sofia.Macedo disse...

and then suddenly, out of nowhere, someone appear and glue us out. and when that time arrives, we completely forget how hard was our past.

*SM

Gabriel disse...

"...I know how you say your life is boring and broken..." :P

annie disse...

é verdade..! shit happens

Sofia disse...

Ultimamente até tenho medo de vir aqui. Porque tu postas estas coisas e eu fico cheia de nós na garganta. Porque sinto o mesmo. E espero que a Sofia.Macedo tenha razão...

Zé Carlos disse...

"Where shall I
begin, please your Majesty?" he asked. "Begin at the beginning," the
King said, very gravely, "and go on till you come to the end: then
stop.
" - in Alice in Wonderland Quotes - Lewis Carroll

A melhor forma de ter a real percepção das coisas é falar, é "deitar cá para fora"... faça ou não sentido :-)
Há marcas que nos acompanham e que se revelam em determinados momentos, aquelas cicatrizes que doem sem que se saiba a razão, mesmo que estejam há muito esquecidas. Acho que passamos todos pelo mesmo, pelas mesmas ou diferentes razões, todos temos as nossas histórias e os "nossos dias maus", em que tudo parece tão recente, tão real, tão negro...
Talvez seja de facto o Outono a mostrar-se, a nostalgia da estação a dar de si ou extrapolando ao exagero- alguma reacção ao mês em que estamos...não sei, mas nestas alturas, procura-se o calor de um chã ou chocolate quente, na companhia dos amigos de sempre, no aconchego do sitio habitual ou de um novo espaço que abriu e recuperamos corpo e alma. Porque, por muito mau que seja o dia ou que este esteja a correr, com o passar das horas e com a chegada da noite, chega a certeza que um novo dia virá e que tudo pode ser diferente :D

Eu sei, rio-me para não mostrar que choro, tento distrair-me e esquecer o que sinto, brincando com tudo e evitando pensar, mas... as noites mal dormidas, os olhos vermelhos, a voz rouca e o raciocínio disperso... revelam-me o disfarce e as fragilidades. De fora e dos outros é sempre mais fácil falar... verdade? :D

(mais uma vez, desculpa o facto de vir para aqui escrever tanto)

Lua Escondida* disse...

Oh Zé Carlos, como podes acertar tanto? Estás dentro da minha cabeça? :)

Zé Carlos disse...

Ola "Lua que se mostra aos poucos" - estive a ler-te e li algures que quase toda a a gente "te arranja" um nome próprio para te chamar :-)

Acho mesmo que pessoas diferentes, que nem se conhecem até, podem ter histórias semelhantes. No fundo queremos todos o mesmo :encontrar alguém que nos perceba e ser feliz ;-)
Por isso é possivel descobrir e identificar pontos comuns nas teus textos :-)