terça-feira, 20 de outubro de 2009

Carta XIX

Ainda te sinto em mim.
E, de repente, sinto-me a sufocar. Preciso de saber, de alguma forma, que estou viva. Ando na noite, sem saber ao certo para onde, mas eu ando. Os meus passos seguem-se, as minhas pernas mexem-se e os meus pés vão pousando um à frente do outro, mas eu sinto que não me mexo, não o suficiente. A verdade, a mais pura das verdades, amor, é que a tua ausência me estala o coração a cada passo que dou. O frio da noite é cortante e eu vou-te deixando um pouco a cada golfada de ar que inspiro.
Às vezes corro. Corro até não sentir as pernas, na esperança de também deixar de te sentir junto de mim. Mas o que eu queria, na verdade, era gritar. Gritar até saíres de dentro de mim. Até apagar a tua ainda existência no meu peito. Gritar sem parar até deixar de te ter na minha pele, até perder o teu cheiro, até deixar de sentir o teu beijo no meu rosto. Gritar, até que o silêncio da noite deixe de me dizer o teu nome. Por isso, às vezes vou ao pé do mar. Ele ouve enquanto grito em silêncio toda a saudade que tenho de ti, toda a falta que a tua mão me faz. Todo o amparo que perdi. Eu sei que fui eu que te deixei ir, amor, mas, mesmo assim, eu perdi-te. E tu não sabes como é doloroso perder-te. A maior parte do tempo estou paralisada pelo medo. Da solidão, do arrependimento, da culpa que receio sentir. O resto do tempo, lembro-me de nós e tento encaixar tudo de modo a fazer sentido que tenhamos deixado de ser almas gémeas, como eu sabia que éramos. E uma parte ínfima do tempo, ainda quase acredito que os dados vão voltar a jogar a nosso favor. Estás sempre no meu pensamento. Sempre. Sempre. Sempre...
Por katie.
___________________________
Obrigada, mais uma vez à Katie que escreve sempre coisas giras que queria ter sido eu a escrever!.=)
E continuem a (não) sentir e a enviar as vossas cartas.

4 comentários:

Inês e Mafalda disse...

Não conhecia o blogue da Katie e gostei muito ;) Do teu já nem preciso dizer...sou frequentadora assidua .

beijinhos Lua ;)

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Sou fã da Katie, sou fã da Lua e deste blogue. Tão bonito o texto Katie. Beijinhos

katie. disse...

Obrigada mais uma vez por publicares Lua... :)
E obrigada à Pipoca, à Inês e à Mafalda pelos comentários...
beijinhos

gimbras.nofuturo.com disse...

Foi uma despedida, ou um até já?
Bonito texto, cheio de amor. Vou torcer por esse amor.