quinta-feira, 10 de junho de 2010

Carta XLIII

Para o meu principe encantado!
Mais uma vez tive de recorrer a esta ferramenta do windows para te dizer tudo o que vai cá dentro, que não é pouco...
Antes de mais espero que tudo esteja bem por aí e desejo que não te sintas como eu...
E tudo recomeçou em Novembro, tudo o que sentia por ti saiu cá para fora, de uma forma violenta, intensa e duradoura... Já lá vão 15 anos, e nunca pensei ser possivel voltar a sentir-me como naquela altura, em que era uma adolescente louca por ti, eras perfeito e queria viver o resto da minha vida contigo... queria mas não o sabia, estavas destinado para mim , mas não o sabia, a minha inocência, a minha ignorância, a protecção excessiva dos meus pais não ajudaram, e segui outro rumo , o mais fácil, o mais proximo, porque a distancia foi e continua a ser a nossa principal inimiga!
Hoje quase a chegar aos 30 , mais madura , mais consciente, sei perfeitamente o que sinto,o que quero e o risco que corro!
Nunca se sabe o amanhã, não sei se poderemos estar juntos um dia... mas sei que tu és aquele... pode um sentimento durar assim tanto tempo... procurei-te no Hi5 porque queria saber de ti, como estavas, porque nunca te esqueci e só o facto de saber que ali estavas já era o suficiente para mim, até que trocamos o primeiro mail e o segundo e a tua frieza veio ao de cima... então afastei-me triste , e ao reler todas as cartas que me enviaste percebi finalmente o quão infantil fui, nunca te valorizei como realmente merecias e percebi que tinha cometido um dos maiores erros da minha vida, perdi o Homem dos meus sonhos...
Voltaste a meter conversa comigo, uma conversa meramente sexual, eu iludida muito iludida deixei-me levar pelos meus sentimentos, e olha como estou hoje... apaixonada, enamorada , com o coração a palpitar, a doer por não te ter, por não saber por quem nutro estes sentimentos se pelo P. que me amava ou pelo P. que Amo... porque não sei se sou correspondida e principalmente por existir essa maldita distância que nos acompanha sempre...

Meu Amor:
Detesto fazer planos porque nunca corre como quero, mas tenho o sitio perfeito e o momento perfeito para te Amar... tudo imaginado, tudo pormenorizado e é isso que me vai alimentando a alma e o coração, esse momento em que me vou deixar perder pelos teus olhos castanhos, pelo teu sorriso encantador, momento em que me atirarei para os teus braços, em que sentirei o teu cheiro, momento em que o meu corpo vai desejar ser tocado pelo teu, um momento só nosso, ou só meu ,onde quero abster-me de tudo e de todos só para te Amar, mesmo que não seja correspondida, mesmo que não seja para toda a vida.. quero dar-te tudo e mais intenso que nunca...

Amo-te P...
 
 
Por Adri.
 
 
 
_______________________
Desculpem pelo atraso nas cartas mas ando com pouco tempo :)
Obrigada e continuem a mandar!

2 comentários:

http://noala.blogs.sapo.pt/ disse...

gostei bastante do teu blog :)
passa pelo meu, se quiseres http://noala.blogs.sapo.pt/.
beijinho,
Inês

Jo disse...

esta carta deu-me medo. Medo que daqui a 15anos tambem eu ainda esteja assim..