domingo, 27 de fevereiro de 2011

Carta LXVIII

Hoje o Teu dia, é também meu... é simplesmente nosso!

Há uns anos olhava-te como um Senhor Superior que os estudos te haviam formado. O teu caminhar entre pessoas, o cabelo que se ondulava foram imagens que gravei do simples e modesto olhar que eu obtinha. Família e uma árvore geneológica totalmente incompleta que idealizava, faziam-me nunca imaginar aquilo que podias realmente ser. Quis o destino que nos cruzássemos. Quis o destino que nos conhecessemos. Quis o destino tudo, se no destino acreditarmos.
Podemos pensar nas coincidências da vida. Podemos pensar naquilo que Deus possa ter exequido. Contudo, o realmente importante é que estamos os dois na vida um do outro.O teu ar de Senhor e os teus cabelos deixaram de ser as únicas lembranças porque vejo agora, com detalhe, cada linha dos teus lábios, cada traço do teu rosto, o olhar e cheiro, totalmente entranhados. Permitimos uma relação. Um amor não proibido, mas um amor que se pode comparar a um foragido da policia, a pessoa mais pura e inocente do mundo. Vamos viver dia após dia, aquilo que conseguimos viver, juntos.
Hoje é o Teu dia. Espero que cada minuto possível o passes comigo, que te lembres de mim, que te lembres de amor e do amor...Parabéns, meu amor.
Isto tudo porque sinto-te em mim.

Com Amor,
_____________________________
Muitos Parabéns, Padrinho!
Hás-de ter um dia espectaculaaar :)

Pessoas especiais merecem excepções, vai daí, a carta da semana é postada hoje!

3 comentários:

Anónimo disse...

Adorei, adorei, adorei...
Simplesmente lindo...

Tilida5ever Design-Rosinha disse...

Que pena...Acabou!

Maria Rita* disse...

Filhote,

Está mára. Não deixem que nenhum polícia, ou nenhuma autoridade superior, vos deixe apanhar nunca.

Beijinhos*