quarta-feira, 5 de maio de 2010

Carta XL

Quando entrei naquele consultório, o medo, a ansiedade e principalmente a curiosidade tomavam conta de mim. Tremia tanto... A médica disse “tenho duas noticias para si: uma é boa e a outra espero que a veja da mesma forma”. Fiquei intrigada, uma vez que só esperava ouvir uma confirmação da boca dela. Foi então que pronunciou as palavras que mudaram a minha vida para sempre “ Está realmente grávida, o teste estava correcto. A segunda noticia é que não é só um bebé que traz consigo, mas sim dois. Eram três, mas parece que o terceiro não resistiu. Fique descansada que está tudo bem, só lá resta o espaço do terceiro e os outros dois estão bem saudáveis”.
Ainda bem que estava deitada senão literalmente tinha caido no chão. Gémeos???!!! Eu, mãe de gémeos???!!! E agora?!
Tinha 22 anos, mas a gravidez era planeada. A mãe e o pai amavam-se na altura e já tinham vida organizada. Só faltavam vocês aparentemente…
Depois da surpresa veio a alegria. Andava nas nuvens com tanta felicidade e orgulho. Cada dia que passava e sentia a barriga crecer, que vos sentia dentro de mim era magnífico!
Vocês, princesas da minha vida, nasceram no dia 27 de Maio de 2006. Foi nesse dia que descobri o verdadeiro amor, aquele que dura para a vida, aquele que é incondicional. Amo-vos com toda a minha força e vou fazer de tudo para vos educar como pessoas integras, fortes e capazes. Espero que mais tarde entendam o porquê da mãe e o pai já não estarem juntos. Esse amor acabou. Mas sei que ele vos ama muito também e que vos traz sempre no coração.
Obrigada por me fazerem sorrir todos os dias, por me darem força para lutar e ser alguém melhor. Adoro tudo o que são! São as meninas da mãe mais lindas do universo: felizes, delicadas, olhos brilhantes e doçura no rosto.

Já não vos trago dentro de mim, mas sinto-vos sempre em mim. Para sempre…

Beijo no coração


Por Luna.

5 comentários:

Soraia Silva disse...

O amor pelo homem ou mulher vai e volta (mesmo sendo em diferentes pessoas), mas o amor de um folho/a deve ser incondicional :)

eu com 21 aninhos, tambem ja estou a planear uma gravidez. se é so um ou dois, nao sei mas o que importa é que sejam felizes e saudadaveis.
aconteça o que acontecer no relacionamente entre marido e mulher, amarei um filho eternamente :)

disse...

Que ternura... :)

Luna disse...

obrigada Lua por a publicares. Já te agradeci oficialmente no meu cantinho :)

Beijo grande

Nuvem disse...

Lindo
E hoje em dia compreendo perfeitamente esse amor, que dura a vida toda!!!
O amor por um homem, ou de um homem e uma mulher pode acabar, mudar, mas o amor por um filho é incondicional e não muda nunca!!!
Amei!

Sophie disse...

Que bonito :)
Um texto dedicado às tuas princesas!

Um dia quererei ser mãe de gémeos também!! xD

Beijão e parabéns Luna ***