terça-feira, 11 de agosto de 2009

Carta XI

Fecho a porta.
Com ela se encerram,
Ilusões, emoções e
Sentimentos

Fecho a porta.
Atrás dela se guardam,
Paixões, sentidos,
Corações acelerados

Fecho a porta.
Através dela se vêem
Dias, noites. Instantes de romance,
Sempre recordados

Fecho a porta.
Nela se prendem,
Vontades indomáveis, respirações ofegantes,
Corpos extasiados

Fecho a porta.
Foste mais que Amor,
Mais que Desejo ou Loucura.

Fecho a porta.
Nunca me senti assim,
Vou partir

Adeus.
Já não te sinto em mim,
Fecho-te a porta.

__________________________
Obrigada ao Gimbras pela participação.
E desculpa o atraso na publicação mas isto das férias não ajuda em nada!
E continuem a participar com cartas (não) sentidas. Mais aqui.

4 comentários:

Inês e Mafalda disse...

Simplesmente lindo ;)


Também já enviei a minha "cartinha". Recebeste?

beijinhos

gimbras.nofuturo.com disse...

:)

Lua Escondida* disse...

Mafalda: Recebi sim, será a proxima!

Pipoca dos Saltos Altos disse...

"Já não te sinto em mim,
Fecho-te a porta." POr vezes é mesmo a única saída, fechar a porta e livrarmo-nos da chave. Um beijo