quinta-feira, 4 de março de 2010

Se for assim também posso escrever um livro.

Não sei onde a minha irmã o foi desencantar [por acaso até sei mas é melhor não dizer] mas tenho um livro cá em casa que deveria ser eleito o melhor livro de comédia de todos os tempos. Supostamente, é um livro de pensamentos e, que me lembre, um livro de pensamentos é para nos fazer pensar. Mas este faz-nos pensar tanto, tanto, tanto para no final ficarmos a perceber precisamente o mesmo que é - pasmem-se - nada, rigorosamente nada. É que não sei que alma peregrina é aquele senhor que vai buscar cada coisa que não lembra a ninguém. E se acham que estou a exagerar aqui ficam meia dúzia de frases escolhidas aleatoriamente do dito cujo. Se chegarem a alguma conclusão digam e serão os meus heróis.


A secreção incessante de um discurso íntimo que tanto se pode revelar em sombra como em cântico, é isso o saber?

Serei então pai, mais uma vez. Uma gota frenética - e única - no caos de que sou humilde vereda.

O riso é uma criança que perdeu o pé na maré baixa dos espelhos.

A montanha pariu um rato. Passado algum tempo, o rato pariu duas montanhas.

Quanto pesa a coisa invisível entre o caos de outras demasiado legíveis?

Nem só de carne vive o animal. Tudo é ovo.



(...)

10 comentários:

Vera disse...

Lol. O homem é um génio, sem dúvida.

Pipoca dos Saltos Altos disse...

??? WTF??? Medoooo. Mas este tipo de literatura, em sei se posso chamar-se isso, vende, vende muito...

Pedro Vitorino disse...

sim...os génios são incompreendidos...e quem os lê? são pessoas de coragem!;)

diogo disse...

"Nem só de carne vive o animal. Tudo é ovo."

LOL

Luna disse...

eu juro que tentei entender. Não percebo lol
Há gente mesmo estranha...

Nokas* disse...

A esta hora acho que nao te consigo esclarecer estas citações já de si muito pouco esclarecedoras...

Sofia disse...

É o tipo de frases em que eu chego a meio e tenho de voltar ao início porque já perdi o raciocínio lol... de tão pouco sentido que fazem... esconde o livro, para bem da sanidade mental da tua irmã! ;)

Inês e Mafalda disse...

Socorro. É só o que tenho a dizer.

Miss S. disse...

Lua, desculpa mas estavas enganada não é: 'ficarmos a perceber precisamente o mesmo que é - pasmem-se - nada, rigorosamente nada'
É sim: ficamos muito pior do que antes de sabermos que tal obra existia :)
Mas onde foi a tua irmã desencantar tal conjunto de disparates???

Prezado disse...

pergunto-me é como é que alguém leu isso e publicou o livro na mesma. Titulo, por favor?