sábado, 3 de março de 2012

aprendam: eu não sou ciumenta.

Ontem tive um jantar com as minhas colegas de trabalho. São todas casadas, duas há mais de vinte anos e uma que ainda nem um ano de casamento fez. Escusado será dizer que conversas sobre maridos e filhos deixam-me sempre de fora. A meio de uma conversa falou-se de ciúmes. De ter ou não ciúmes e a que está casada há menos tempo disse que sabia que era ciumenta, que sabia que ás vezes exagerava e que sabia que o marido não merecia. Dizia que ás vezes mexia em coisas do passado, em histórias que não tinha nada a ver com ela e sabia que era injusta e que não tinha razões nenhumas para isso. Resposta de uma senhora casada há vinte anos, que conhece o marido desde sempre, desde o infantário:
- Não diga isso. Eu também sou ciumenta. Quando nós investimos tanto, tudo, numa coisa, numa pessoa, é normal. Ninguém investe para perder tudo a seguir. 


2 comentários:

Janny disse...

a vida ensina muitas coisas, essa senhora sabe do que fala ;)

cereais disse...

Grande verdadinha...