segunda-feira, 3 de outubro de 2011

anyway, i don't even know who you are.

[e há uma parte de mim que quer muito conhecer-te. e há a outra, aquela escura, lunar, medricas, cagarolas, a roçar o pânico, que tem medo de se apaixonar, de morrer de amor e, no final, acabar em lágrimas. como sempre.]

5 comentários:

Pedacinhos de mim disse...

Grande frase, uma grande verdade mesmo. Gostei :D

Ana disse...

Apaixona-te, chora, conhece. Porque não se morre de amor. Acredita. morre-se sim, com a preocupação em fugir dele.

Ana disse...

Arrisca! Vais ver que vale a pena...

Desnorteada disse...

uiii... conheço tão bem este estado... baahhh

Psicoses de Sobra disse...

avançar com medo é sinal de coragem.