sábado, 20 de novembro de 2010

...

E eu tenho medo. Medo de que perder ou ganhar, para ti, já seja igual.

4 comentários:

- joanarocha disse...

adorei .

Sentido* disse...

Nao pode existir medo que o outro ja lhe seja indiferente ganhar ou perder.
S gostam, independentemente de tudo vao querer sempre ganhar os dois.

Zé Carlos disse...

Não ha duas pessoas iguais, não ha modos de estar, de pensar, sentir, viver, confiar... demonstrar iguais!
Às vezes essas diferenças, complementam-se, aproximam as pessoas, numa espécie de puzzle, outras... criam barreiras.
Confia, dá oportunidades à outra pessoa, só assim saberás qual se é um puzzle que se desfaz ou um que se constrói :-)

Girl in Motion disse...

*.*