segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Oh God, make me good...*

É muito bom lembrarmo-nos do amor, ou dos amores. Mesmo quando não foram aquilo que sonhámos. Mesmo quando foi por um triz que não o tivemos ou que fomos felizes para sempre. O "triz" dá cabo da nossa fé. O "triz" vai repetir-se pela vida fora e nós vamos cair na tentação de achar que foi quase, que é quase, que está quase para ser qualquer coisa. E depois não é.
in O sexo e a Cidália. NM


[*...but not yet, como diria a Cidália. right now, como diria eu.]

6 comentários:

Nokas* disse...

Mas um dia esse "triz" não se repetirá, não te vai escapar e não vai dar cabo da tua fé!

P.S. Gosto tanto das tuas mensagens a confirmar as luas cheias =)

Sophia disse...

Concordo muito com a Cidália neste momento :p
E sim , faço anos no Domingo :D

Nuvem disse...

eu sempre gostei das crónicas dele.
e o teu triz está a chegar... e para ficar :)
beijinhos

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Eu ando aqui numa luta a dizer a mim mesma e desta vez em voz alta: "A história nunca se repete". Nem sempre funciona mas temos que acreditar em alguma coisa, certo?

continuando assim... disse...

loool ... a história repetesse sempre!! é sempre igual porque nunca aprendemos nada ... do amor ... eainda bem :)

bj
teresa

gimbras.nofuturo.com disse...

Que pessimismo.
Acreditar é o primeiro passo.