quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Dos amo-tes não sentidos e em série.

Mete-me uma certa impressão aqueles casias de namorados que sempre que trocam uma mensagem põem "amo-te muito" no final. As conversas são mais ou menos assim:

Mensagem dela: Onde estás, mor[blhec também para isto]? Amo-te muito.
Mensagem dele: Estou em casa! Amo-te muito.
Mensagem dela: A fazer o quê? Amo-te muito.
Mensagem dele: A ver futebol. Amo-te muito.
Mensagem dela: E estar a dar futebol? Amo-te muito.
Mensagem dele: Sim. O SLB com o FCP [o que torna a miúda um bocadinho burra porque toda a gente sabe quando estes dois jogam!] Amo-te.
Mensagem dela: Ahh. Oh mor, porque é que não puseste o "muito" a seguir ao "amo-te"? =(
Mensagem dele: Desculpa mor. Amo-te muito muito muito muito.



(...e depois há uma discussão porque ele não a ama e blá blá blá...)


Bem, este diálogo está um bocado parvo mas é só para perceberem o que quero dizer! E isto incomoda-me e passo a explicar porquê. O "amo-te" deve ser, no meu ponto de vista, uma coisa sentida, dita num momento em que sentimos que amamos mesmo aquela pessoa. Não tem de ser o nosso namorado, pode ser um amigo, um familiar, alguém com quem temos uma relação tão forte, tão forte que achamos que só pode ser amor.
Ora, vocês acreditam que estes amo-te's todos nos fins das mensagens e nos hi5s e facebooks deste país são sentidos? Não, não são. Parece que são fabricados em série, como as peças de automóvel numa fábrica. E depois é vê-los mandar mensagens para outras pessoas e aparecer aquele apêndice! Já me aconteceu, pessoas, receber mensagens que efectivamente eram para mim mas tinham o "amo-te" final que me fazia sempre pensar como é possivel as pessoas mecanizarem uma palavra tão bonita e que devia ser dita em situações e a pessoas especiais.
Eu nunca vou ser assim (também já não tenho idade para isso, é certo!). E eu sei que não se deve dizer nunca mas: eu NUNCA vou ser assim.

17 comentários:

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Xiiii, parece que o amo-te muito é usado como ponto final a cada frase. Torna a palavra demasiado leviana. Concordo contigo e jamais serei assim. Beijos

Suspiro disse...

A mim tb me faz muito confusão! E adorei esse teu diálogo ;) beijocas

Vera disse...

Tens toda a razão!

Embora confesso que já tenha feito algo parecido... (Shame on me). "Amor, vens cá a casa hoje?". Só que em vez de ir para o meu namorado, envio a mensagem para a pessoa que entretanto começou a falar cmg... Enfim... Mesmo assim é um caso diferente, porque estou muito longe de começar e/ou acabar todas as frases desta forma! Imagina um "Amor,vens cá a casa hoje? Amo-te". LOL.
;)

*

Lila* disse...

=)

Uiiii...qts conversas sb isso, não mor?!loool!Ou amiga:)

SAbes bem que a lila NUNCA escreve mor...apesar de tudo escrevo amor...ate posso dizer Mor, pq as x sai mt rapido, mas tenho sp intençoes de dizer Amor!Adoro a palavra Amor:)
E sinceramente nao digo muitas x amo-te (e o nuno queixa-se). Mas digo muitas vezes adoro-te e fogo, gosto mesmo de ti...esta ultima frase, dita no momento certo, c aquele olhar de quem nem acredita que o ama tanta, é capaz de ser mt + forte que o simples amo-te!

Purple Petunias disse...

Eu digo muitas vezes ao meu namorado que o amo, mas também não chego a esse exagero. E quando o digo é porque o sinto, não mecanizado. :S

katie. disse...

É, eu própria já dei comigo a escrever "amo-te muito" no final de uma sms p logo a seguir pensar "hmm será q amo msm...?"... mas a coisa já estava tão mecanizada que aquilo seguia assim msm... e já recebi de resposta "está tudo bem? estás chateada? porque só disseste amo-te muito e não amo-te muito muito muito muito etc etc..."... epa agora deixaste-me a pensar oh lua =/

Sabor Adocicado* disse...

Não podia concordar mais. já assisti a tanta coisa... as pessoas qe se conhecem e passados dois dias dizem "amo-te" como se o outro fosse na realidade o amor da vida delas quando apenas sabem o seu nome e idade e pouco mais... já assisti aqueles casais qe dizem "amo-te" a toda a hora... qe fazem questão que o mundo inteiro saiba, qe passam o tempo todo colados... volta e meia andam literalmente à chapada. Não nada disto é amor. E depois fico triste... e reticente quanto ao uso da dita expressão qe me começa a parecer vulgar... cordial... soa mais como se fosse um dever, uma regra de boa educação, quase como passar na rua e dizer bom dia. Eu ainda n sei bem o qe é o amor, mas jamais direi "eu amo-te" a alguém sem ter a certeza absoluta de qe é o qe sinto e de qe aqele é o momento certo. Acho qe essas coisas n se pensam, sentem-se e saem naturalmente com o evoluir das coisas.

Cat disse...

Ri-me tanto com esse diálogo! xD

Fénix disse...

Pior do que os "Amo-te Muito" como final de frase, são mesmo as sms's : O que estas a fazer?, Com quem?, A que horas?, Já jantaste?, Já almoçaste?, já foste ao wc?, o que fizeste no wc?...

=X

Kisses*
Fénix*

Bunyssa* disse...

Lol é mesmo..
Mas confesso que ja fiz algo assim do genero. :S cortem-me os pulsos, please! Mas eu amava msm...e não era mecânico. Era sentido.
Até um dia...

*

Inês Sofia disse...

Que excelente texto... e concordo plenamente...

ás vezes é por pressão, lá está.. da rapariga ou do rapaz... que as coisas acontecem assim... ficando chateados senão se declaram constantemente...

e caem ambos no ridiculo quando se enganam no destinatario das mensagens ou quando expoem esse amor que dizem sentir em sites de redes sociais...

ao fim ao cabo.. quão verídico consegue ser esse amor? é amor ou obsessão?

Excelente escritora (reparei em outros textos aqui do blog...)

SENTIDO :)

gimbras.nofuturo.com disse...

Tens razão, pah!
É uma vergonha, é uma banalização da expressão, é uma parvoíce!!

Fogo, como é que é possível!
Detesto isso.

Estou revoltado!

Beijinhos e... "amo-te" muito! :P

Carla disse...

:) é verdade. Acho que posso contar com os dedos de 1 mão, vá, de duas as vezes que disse "amo-te" na vida! e o nome do meu blog é o que é :)

Rosa Cueca disse...

Para mim só sentido mesmo. E dito no esplendor do que se sente. Apenas e só quando se sente - sem muitos porquês ao sentimento.

Hyndra disse...

Sim, torna-se demasiado banal e às tantas deixa de fazer sentido.

Polegarzinha disse...

ai como eu adorei ler este post. a serio, nao podia estar melhor. concordo plenamente contigo, é terrivel. a palavra "amote" cada vez perde mais o seu verdadeiro significado, simplesmente porque há pessoas que nao a sabem usar.

"Fénix disse...
Pior do que os "Amo-te Muito" como final de frase, são mesmo as sms's : O que estas a fazer?, Com quem?, A que horas?, Já jantaste?, Já almoçaste?, já foste ao wc?, o que fizeste no wc?..."

calhei em ler esse comentario e, sinceramente, discordo completamente. a meu ver, é preferivel fazer esse tipo de perguntas do que repetir vezes sem conta a palavra "Amo-te", como tu dizes, "uma palavra tão bonita e que devia ser dita em situações e a pessoas especiais" (mas cada um com a sua opiniao claro)

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.