quarta-feira, 29 de abril de 2009

Gostos, definitivamente, não se discutem.

O J. trabalha comigo dois dias por semana. Digamos que o J. não é o ideal de beleza, é gordinho, tem um cabelo horrível, acho que se esquece de tomar banho muitas vezes, anda sempre com a mesma roupa que eu acho que também se esquece de ir a banhos e, para piorar o cenário, fala catalão! Ontem uma miúda estava-me a dizer que ele era muito feio (os miúdos adoram comentar a beleza dele-ou a falta dela) e perguntou-lhe se ele tinha namorada ao que ele respondeu que sim. Ela ficou incrédula e perguntou se a dita cuja era bonita. Ele respondeu “para mim, ela é a mais guapa do mundo.” E aqui é que está o problema. É que eu conheci há uns tempos a garina dele e digo-vos que a miúda é feia que dói. Sim, e eu sei que a beleza é relativa e blá blá blá, que quem ama feio bonito lhe parece blá blá blá mas vocês não a viram por isso escusam de vir com essa conversa. E o pior disto tudo foi quando a miúda me perguntou a mim se eu tinha namorado (a pensar, credo! Se ele tem tu também tens de ter) e quando eu lhe disse que não ela perguntou-me se eu tinha a certeza! Claro que tenho a certeza! E perguntou ao J. se eu era guapa! E ele disse que sim, que eu era suficientemente guapa para arranjar um namorado. Estão a perceber onde eu quero chegar? Ele disse que eu era guapa e ele acha a namorada guapa. De uma certa forma, ele está a dizer que eu sou igual à namorada dele, mas num nível inferior porque ela é “a mais guapa do mundo!” Isto fere a minha beleza, caramba. E o que me deixa mesmo descansada é saber que ele é o único a pensar assim. Porque eu tenho a certeza que, em qualquer parte do mundo, qualquer gajo me daria 15 a zero em relação à guapa do J. Ou 20. Ou 50. Ou 100 até.

3 comentários:

Walter Fane disse...

Eu facilmente daria mais de 100!

Mas nem te preocupes muito se o gosto dele é inversamente proporcional á tua beleza, tas safa aqui pelo meu burgo...

Agora que sabes que fiz competição, sem encontrates por ai um dia, uma ex campeã da Catalunha de aérobica chamada Núria, da-lhe um beijo por mim, e diz-lhe que um dia voltarei ;-) sff

Bjoooooooooooos

Soraia Freitas disse...

O amor é cego!!!!

Paulo disse...

Eu tenho uma grande teoria para as relações humanas, e como grande teoria para as relações humanas, tem excepções, mas para já vou falar-te da regra.

Eu inicialmente estabeleci parâmetros de agrupamentos, social, físico e intelectual, depois agrupo as pessoas mediante estes 3 parâmetros.

Uma relação para funcionar tem que ter equilíbrio nestes 3 parâmetros, ou caso contrário não irá funcionar, no caso do teu colega, são os dois feiinhos pelo que o equilíbrio começa já bem :) ,lol.

Kiss.
Jonnhy Doe.

P.S. Não conheço nenhuma das duas fisicamente, mas a ti dou-te 100-0 à confiança :)