quinta-feira, 12 de março de 2009

Das Ramblas

Vir a Barcelona sem ir as Ramblas é como ir a Roma e não ver o Papa. Sem dúvida que é o sitio mais conhecido desta grande cidade que tem, acreditem, um monte de coisas para se visitar.
Mas há aqui uma ligeira diferença entre as Ramblas de dia e as Ramblas de noite.
Durante o dia quase não se pode lá andar! Só pessoas, só pessoas, a tirar fotos, a rir alto, vestidas de maneiras estranhas, a beber grandes canecas de cerveja, animações de rua que vão de estátuas a gajos a imitar o Michael Jackson passando por gajos a fazer acrobacias e a armar-se em Ronaldinho Gaucho! São as tendas cheias de bandeiras do Barcelona e de sacos com o nome da cidade, postais, pulseiras, brinco e fios (a parte da bijutaria é de um mau gosto um bocado grande), são os restaurantes, são as esplanadas. Eu gosto!! E de noite, tudo se transforma. Continua a ser a rua mais movimentada, continua a passar montes de pessoas, continuam as tendas (onde se compram ovos kinder!-piada privada) mas os artistas de rua dão lugar às putas e aos vendedores de cerveza! Se os vendedores de cerveja são uma peste, que logo que te vêem não te largam – um deles uma vez perguntou-me se eu tinha namorado e se precisava de um, porquê? ias-te candidatar? – as putas não ficam atrás. Não é que elas não podem ver um homem a passar que chamam por ele? Assim, como quem chama o gatinho, psiu psiu, e atiram-lhe beijos? Mas que forma bonita e simpática de arranjar clientes! Ou se calhar é para ele perceber que elas estão ali, disponíveis, porque ele podia não perceber pela forma como elas se vestem ou se pintam (umas autênticas macacas, horríveis!). E falta falar do número de putas que podemos encontrar. Se eu disser muitas vocês continuam sem imaginar. E andam em bandos ou estão sempre juntas e, tenho para mim, que se devem pegar quando um homem escolhe esta e não aquela. E pior que ver estas mulheres todas, disponíveis, é ver três gajos, pela pinta turistas, cada um com a sua, a passear-se pelas Ramblas abaixo. E inteligentes são elas, a gamar o dinheiro aos visitantes. Blhec.

6 comentários:

Vanessa* disse...

Fizeste um "retrato" perfeitinho das Ramblas, de dia e de noite! (:
E que saudades eu tenho de andar aos encontrões durante o dia e de comprar cerveza/ovos kinder à noite depois de sair do Bosc de les Fades ou, em Maio, do Ovelha Negra! (:

Beijinhos*
('tas com um humor fabuloso nos teus post's!!)

Lila* disse...

E postar isto nas metades?

Putas? na pascoa n vi, deviam d tar a recuperar da quaresma nao?eheheh


Ai a cerveja...um euro lembraste? Genial!

Lua Escondida* disse...

Oh Lila, tinha mas não era tantas como as de ontem! Credo, tantas tantas! Uma peste!

=)

Nokas* disse...

Ja nao vinha aqui ha uns tempinhos, algo que eu sei que obviamente é imperdoavel, sim lua, eu sei...
o post da vodafone esta fenomenal, imaginei-te mesmo toda fula (e com razao) =)

As ramblas.. oh as ramblas... é mesmo como tu dizes: quem nao vai às ramblas nao vai visitar Barcelona. Sao o espelho dessa cidade, tirando a parte das prostitutas (nome mais adequado às ditas cujas), mas isso é quase que uma profissao universal, diga-se de passagem =)

Ninja! disse...

Hehe, mas apesar de tudo, o balanço final foi positivo, espero... :D

Sophia disse...

Um dia quero ir às Ramblas de dia :p